quinta-feira, 2 de julho de 2015

SE A MODA PEGA - CANTOR COBRA DE PREFEITO CACHÊ ATRASADO AINDA DO CARNAVAL


O número de Prefeituras do Rio Grande do Norte que estão dando calote nos artistas está aumentando. Não bastasse a Prefeitura de Natal não pagar os artistas locais que realizaram apresentações no carnaval, agora o prefeito de Macau, Kerginaldo Pinto entrou na lista.

 O cantor Edcity, da Bahia realizou shows no carnaval de Macau desse ano e quase cinco meses depois ele alega ainda não ter recebido o pagamento da Prefeitura. Por isso, o artista lançou uma campanha nas redes sociais para que possa finalmente ser remunerado pelo serviço prestado. Confira.


“Galera na humildade, compartilhem essa imagem. É uma falta de respeito o que esse cara está fazendo conosco. Nos devendo 45 mil reais, já vai completar 6 meses, é uma vergonha”, reclamou Edcity.


 Fonte: O Potiguar

3ª CAVALGADA DO AGRICULTOR E DO VAQUEIRO NORDESTINO EM GOVERNADOR DIX-SEPT




quarta-feira, 1 de julho de 2015

OS RATOS E O NAVIO


A tentativa de queimar a vereadora Joedna Canela é grande. Na verdade, a vontade é de queimar o pai dela, ex-vereador Joel Canela. Algumas pessoas alimentam uma raiva irracional do mesmo e tentam atacar sua filha a todo custo. Querem abrir um espaço e conquistar os votos que ela teve na campanha passada quando a mesma estava junto com os bacurau.

Joedna, que por sinal vem fazendo um bom trabalho como vereadora, fazendo o que lhe é devido, é perseguida talvez por não alimentar aquela velha política do "toma lá, da cá", onde eleitores acabam pedindo esmolas e "ajudas" em troca do apoio e do voto.

Quem votou nela para que seja uma representante da vontade do povo, ajudando a trazer benefícios para o município, não tem do que se arrepender. Agora, quem votou nela buscando "algo mais", já deve ter descartado essa possibilidade e agora tá pensando num plano B para a próxima campanha.

Os ratos sempre abandonam o navio quando não há mais nele nada para sobreviver.

REPASSES DO MÊS DE JUNHO


Repasses federais do mês de junho ao município de Felipe Guerra:

FPM:
 Royalties:
 Fundo Saúde:
 Fundeb:
 Total:


RN REGISTRA NOVAMENTE QUEDA NOS HOMICÍDIOS


Nesta sexta-feira, a Câmara Técnica de Mapeamento de CVLIs do RN se reunirá para debater os novos dados da criminalidade e violência homicida no estado. Conforme vem ocorrendo há 4 meses, o COINE (Cordenação de Estatísticas e Análise Criminal) da SESED (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social), coordenada pelo especialista Ivênio Hermes, apresentou os dados conjuntos dos CVLIs e de outras ocorrências, apontando que, no primeiro semestre de 2015 (de 1o de janeiro à 30 de junho) houve uma significativa redução: Natal com -19.46%; Mossoró com queda de -23.91% e na Região Metropolitana de Natal com -15.25%. No RN a redução foi de 14.63%.



Fonte: O Potiguar

CONFIRA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS DO RN NA PROPOSTA DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL


Em uma sessão tensa que durou mais de sete horas, o plenário da Câmara rejeitou o substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF) à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que previa a redução da maioridade penal para crimes graves e/ou hediondos. Com o resultado, a Câmara vai apreciar o texto original do ex-deputado Benedito Domingos. O substitutivo de Bessa teve 303 votos a favor e 184 contra. Mas, por se tratar de uma emenda constitucional, a matéria precisaria de pelo menos 308 votos a favor. 

Confira como os parlamentares do Rio Grande do Norte votaram.




Fonte: O Potiguar

terça-feira, 30 de junho de 2015

O SÃO JOÃO PEDE SOCORRO, POR ALCYMAR MONTEIRO


O cantor Alcymar Monteiro escreveu um artigo em sua rede social criticando o modo como as festas juninas estão sendo realizadas. Confira.


Estou viajando o nordeste inteiro e tenho observado que as festas juninas estão virando um festival de pornofonia, estão mutilando nossa cultura.

 A festa criada por Luiz Gonzaga tinha como tema a sanfona, a zabumba, o triângulo, as quadrilhas juninas, além da culinária peculiar deste período do ano, canjica, pé de moleque, milho e batata assada na fogueira. Tudo isso acontecia sob o luar do sertão.

 O que vi por onde passei foi a perfeita orquestração de interesses econômicos estereotipados voltados mais para a quantidade em detrimento da qualidade.

 Cabe aos governos através das secretarias de cultura e das assembleias legislativas criarem uma lei que impeça tamanho abuso, reservando 70% do mercado junino para os artistas que lutam a “duras penas” para manter a tradição do forró, impedindo o mercenarismo e a mercantilização das nossas tradições. Cito como exemplo o estado da Bahia que criou a chamada “lei da zabumba”, aprovada por unanimidade pela assembleia legislativa baiana.

 O povo já não suporta mais a descaracterização daquilo que é seu e está pedindo que as autoridades façam alguma coisa que preserve em forma de lei aquilo que é nossa identidade cultural.
O forró gonzagueano que está a beira da falência e do esquecimento das novas e futuras gerações.

 Os veículos de comunicação estão denunciando essa mutilação ideológica e expondo explicitamente a necessidade de fazermos uma correção no sentido de preservar etnologicamente aquilo que nos representa e que nos faz existir como povo “Nordestino”.

 Diante da responsabilidade que tenho não posso simplesmente me calar e fingir que não estou vendo ou ouvindo o que está acontecendo. Como militante venho através deste manifesto expressar minha insatisfação com todo esse desmando.

 Forró só existe UM o gonzagueano, o jacksoneano, como artista eu bebo nessa fonte que é a matriz de tudo, o restante é invencionice, é factoide de quem não tem responsabilidade com nossa cultura.


 Fonte: O Potiguar

VEREADORA JOEDNA CANELA CONVIDA PARA ENTREGA DE LIVROS PARA O MUNICÍPIO HOJE



Na oportunidade, por proposição e conquista da Vereadora Joedna Canela, estará presente o Diretor da Editora Sarau das Letras, da cidade de Mossoró, que estará fazendo uma doação de 300 livros, como também, revistas ao nosso Município. 

segunda-feira, 29 de junho de 2015

RN E PIAUÍ BRIGAM POR TÍTULO DE "MAIOR CAJUEIRO DO MUNDO"


Um exército de biólogos e agrônomos prepara suas armas e está prestes a entrar no campo de batalha para uma guerra fratricida entre dois Estados nordestinos.

 De um lado, o Piauí; do outro, o Rio Grande do Norte. O motivo da peleja é uma árvore gigante que produz toneladas do que não é nem fruta, mas um pedúnculo: caju.

 Cajueiro da Praia (PI), cidade de 6.000 habitantes cercadas de dunas e falésias, é a desafiante anônima da famosa Parnamirim (RN), que em 1995 entrou para o “Guinness Book”, o livro dos recordes, como a dona do “maior cajueiro do mundo”.

 Os dois cajueiros possuem uma copa maior que as medidas oficiais de um campo de futebol padrão Fifa.

 O Cajueiro de Pirangi, no Rio Grande do Norte, tem 8,5 mil metros quadrados, enquanto o Cajueiro-Rei, do Piauí, tem alegados 8,8 mil metros quadrados, que ainda carecem de comprovação.

 As árvores gigantes são resultado de uma anomalia que faz com que os galhos cresçam para os lados. Com o próprio peso, eles atingem o chão e criam novas raízes, que crescem como se fossem uma outra árvore.


 Veja a íntegra da matéria AQUI.


REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL PODE SER VOTADA NA CÂMARA NESTA TERÇA-FEIRA


A proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos, homicídio e roubo qualificado é o destaque da pauta do Plenário da Câmara dos Deputados a partir desta terça-feira (30). 

Entre os crimes classificados como hediondos estão estupro, latrocínio e homicídio qualificado (quando há agravantes) e roubo agravado (quando há sequestro ou participação de dois ou mais criminosos, entre outras circunstâncias).

 Segundo a proposta (PEC 171/93), o adolescente também poderá ser considerado imputável (pode receber pena) em crimes de lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte. 

A pena dos adolescentes será cumprida em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores inimputáveis. 

A proposta foi aprovada no último dia 17 na comissão especial, na forma do relatório do deputado Laerte Bessa (PR-DF). Ele incluiu dispositivo sugerido pelo deputado Weverton Rocha (PDT-MA) para aperfeiçoar a estrutura do sistema socioeducativo e proibir a retenção de recursos (contingenciamento) destinados ao atendimento socioeducativo e à ressocialização.


 Vi no blog Josenias Freitas